Header Ads

Fenômeno raro no céu atrai observadores em todo o mundo

Um fenômeno raro acontece no céu, nesta terça-feira (5). Trata-se da passagem do planeta Vênus pelo Sol, que poderá ser vista em praticamente toda a Terra, segundo a Agência Espacial dos Estados Unidos (Nasa).

De acordo com os especialistas, os trânsitos de Vênus são raros e ocorrem aproximadamente a cada século. A previsão é que o evento não se repita até 2117.

O fenômeno começará às 22h04 GMT (19h04 em Brasília) desta terça-feira e terminará às 04h55 GMT (1h55 em Brasília). No momento em que isso acontecer, Vênus aparecerá, visto de alguns locais, como um pequeno ponto negro movendo-se diante da superfície do Sol. No Brasil, poderá ser observado somente no extremo oeste do Amazonas, no Acre e em Roraima.

A Nasa informou que a passagem de Vênus pelo Sol poderá ser observada em alguns países a olho nú, como no Chile, por exemplo. Os especialistas recomendam que o fenômeno não deve ser observado diretamente (sem proteção), pois a luz é intensa. As pessoas não devem olhar diretamente para o Sol sem óculos especiais de eclipses e tampouco tentar observar o fenômeno por binóculos ou telescópios, sob o risco de sofrerem lesões oculares.

Os que tiverem oportunidade podem procurar os clubes de astronomia que dispõem de telescópios solares, específicos para a observação de fenômenos desse tipo. De acordo com os especialistas, a imagem é do Sol em vermelho dominado por Vênus.

Com um grande encontro em Mauna Kea (Havaí), considerado o melhor ponto do planeta para ver o fenômeno, a Nasa retransmitirá o evento ao vivo em seu site e se conectará com analistas de seus centros assim como de 148 países de todo o mundo que realizarão atividades de acompanhamento. A Nasa proporcionará imagens desde a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), o telescópio espacial Hubble e o Observatório de Dinâmica Solar (SDO, em inglês).

O astronauta americano Don Pettit, tripulante da ISS, se transformará no primeiro ser humano a testemunhar e fotografar o trânsito no espaço, o que compartilhará quase em tempo real.

O observatório gratuito na internet, no aplicativo para celular "Slooh Space Camera", que permite explorar o espaço sem sair de casa, mostrará imagens dos telescópios solares da Austrália, Japão, Nova Zelândia, Havaí, Noruega, Arizona e Novo México. O Slooh fará também um acompanhamento de Vênus a partir das 19h (de Brasília) do dia 5, do qual participarão cientistas, cineastas, engenheiros e especialistas em ciência que explicarão o fenômeno aos espectadores.

Tecnologia do Blogger.