Header Ads

PP decide apoiar Fortunati


O diretório metropolitano do PP confirmou, à noite passada, em reunião no plenário da Câmara Municipal de Porto Alegre, apoio à reeleição do prefeito José Fortunati (PDT), com 58,87% dos 107 votos apurados contra 45,36% para a deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB). Votaram 97 membros (dois votos para detentor de mandato) do total de 101, mostrando que os progressistas estão mobilizados para a disputa de outubro. O resultado consagra o discurso da coerência pela participação no governo Fortunati sobre o do protagonismo sustentado pelos defensores da mudança para o lado de Manuela, que oferecia a vaga de vice-prefeito. A decisão não é surpresa – e representa uma derrota da cúpula estadual do PP, que agora tem o compromisso de tomar a iniciativa de reunificar os progressistas de Porto Alegre. Não de estimular o racha, desrespeitando a vontade da maioria, com apoios isolados.

Da tribuna
Abaixo, o que disseram os defensores das duas pré-candidaturas?

João Carlos Nedel, Fortunati
“Tem experiência administrava e faz boa gestão. Nesse sentido, Manuela não pode competir.”

Miguel Wedy, Manuela
“Os que criticam a juventude Manuela se esquecem de que Brizola foi prefeito aos 34 anos.”

Mônica Leal, Fortunati
“Sigo a opinião de meu pai, Pedro Américo, que é meu orientador político.”

Mano Changes, Manuela
“O PP apoiou o DEM em troca de protagonismo. Agora, por coerência, sob a mesma promessa, deve apoiar Manuela.”

Beto Moesch, Fortunati
“Lamento que o PP não tenha candidato próprio – e, por isso, nem concorro à reeleição. Apoio Fortunati, por coerência, devido à participação no governo municipal.”

João Dib, Fortunati
“Pesei quem teria condições de fazer melhor administração e escolhi Fortunati.”

Celso Bernardi, Manuela
“O PP é um partido aberto e não sectário. Desde 1995, permite coligação com qualquer sigla. Manuela oferece protagonismo. A eleição é casada com a de 2014.”

Kevin Krieger, Fortunati
“O PP deve apoiar o prefeito por lealdade e por propicia candidatura própria em 2016.”

Guilherme Villela, Fortunati
“Levo em conta a questão ideológica. Se não existe mais comunismo, por que existem partidos comunistas?”

Ana Amélia, Manuela
“O convite para aliança mostra que ela quer contar com a experiência do PP. Ela mostra maior preocupação com as pessoas. O vice-prefeito pode estar aqui nesta sala.”

Agradecendo
Antes da divulgação do resultado, a cúpula estadual deixou o local para jantar. Anunciados os números, 15 minutos depois o prefeito José Fortunati foi ao encontro dos progressistas, para agradecer: “Eu respeitaria, mas não compreenderia se o resultado fosse outro”. O prefeito quis dizer que não havia motivo para trocar de lado.

Eleições casadas
Não havia mesmo, senão troca de apoio, visando à luta pelo poder no Estado, mais adiante. Grande parte pensaria diferente – e talvez o resultado fosse outro –, se o PP quisesse apresentar candidato próprio, como discursou o vereador Beto Moesch.

Democratas
O DEM é outro partido que deve anunciar apoio à reeleição do prefeito de Porto Alegre. Depois de conversar com José Fortunati ontem, líderes dos democratas ampliam o debate na segunda-feira, quando pode sair o anúncio.

Isolado
Dividido, o PSDB fica sozinho na corrida eleitoral de Porto Alegre. Não está afastada a possibilidade de vir também a apoiar Fortunati.
Tecnologia do Blogger.