Header Ads

Saiba como se proteger nas redes sociais

Tuitar, curtir, seguir, compartilhar, fazer check-in, adicionar foto e tantas outras ações viraram rotina na vida da maioria das pessoas que acessam a internet. Em casa, no trabalho ou em qualquer lugar que estejam, pelo celular ou tablet, os usuários de redes sociais se expõem cada vez mais na web.

Especialista em Direito Digital, o advogado Rafael Fernandes Maciel alerta que esse excesso de exposição pode causar problemas. A velocidade com que as informações circulam na web, a falta de controle no percurso dos dados e o registro de eventuais deslizes são alguns desses contratempos.

“Um comentário mal interpretado, feito presencialmente, tende a ficar restrito a um pequeno número de pessoas e pode ser esclarecido ou negado a um terceiro que não participou da conversa inicial. Mas, no meio virtual, essa possibilidade é praticamente eliminada. O que se escreve fica registrado, a pessoa acaba gerando provas contra si”, afirma Rafael Maciel.

Além das mensagens, nas redes sociais também podem ser espalhadas fotos, vídeos e documentos de maneira muito fácil, causando transtornos na vida pessoal e profissional.

“As pessoas não foram educadas para o meio digital. Nossos pais não nos explicaram sobre esses perigos, justamente porque esse meio para eles também era estranho. É preciso entender que a proteção deve ser além de recursos tecnológicos. Ela passa necessariamente por uma boa orientação dos usuários”, esclarece o especialista, que mantém um blog (http://www.direitonaeradasredes.com/) para debater o assunto.

Veja outros alertas do advogado Rafael Maciel para usuários de redes sociais e internet em geral:

- Cuidado com o enorme número de “amigos” nas redes sociais;
- Defina os graus de amizade e privacidade das informações;
- Evite a divulgação de vídeos comprometedores na web, mesmo que inicialmente sejam para facilitar a visualização de uma determinada pessoa, pois um erro na configuração de privacidade pode ser fatal;
- Use senhas variadas para diversos serviços;
- Crie pastas criptografadas no computador pessoal ou serviços de nuvem, evitando o acesso eventual por um técnico de informática.
- No caso de armazenamento na nuvem, seja por redes sociais ou mesmo por serviços de arquivo simples, tenha domínio da tecnologia empregada e conheça os termos de uso do prestador de serviço, para não ser surpreendido com alguma “armadilha” e ver exposta sua privacidade e seus dados pessoais.
Tecnologia do Blogger.