Header Ads

Governo inicia a privatização de parte da Caixa Seguridade

O processo de abertura de capital e oferta pública de ações da Caixa Seguridade foi aprovado pelo Conselho de Administração da CEF. A notícia foi divulgada, nessa sexta-feira (26), embora a decisão tenha sido tomada na quinta (25). Uma quarta parte da empresa pública passará para o controle da iniciativa privada.

A CEF oferecerá pelo menos 25% de ações da Caixa Seguridade, em cumprimento às regras definidas para o segmento de seguros. As ações serão listadas no novo mercado, segmento especial da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (BM&FBovespa) dedicado a empresas que seguem padrões rígidos de gestão e de administração.

A abertura de capital da Caixa Seguridade havia sido anunciada pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, no início de abril. De acordo com o governo, a medida não atinge as demais atividades da Caixa, que continuará um banco cem por cento público.

Além da Caixa Seguridade, a equipe econômica pretende abrir o capital do Instituto de Resseguros do Brasil (IRB), conforme anunciou Levy no início da semana. De acordo com o ministro, a venda de ações de empresas públicas ou mistas reforça o caixa do governo em momentos de queda na arrecadação.
Tecnologia do Blogger.