Header Ads

Usuária gasta R$ 66,23 de energia elétrica, mas fatura total é de R$ 264,77

O consumo de energia elétrica aumenta no verão devido ao uso de ar-condicionado, ventiladores e até de chuveiro para vários banhos por dia. O resultado é o aumento da conta a ser paga no final do mês. Mas quem recebe mais não são apenas as concessionárias. Os governos faturam alto, cobrando impostos.

Preocupados com o gasto extra, é nesse momento que o consumidor demonstra mais interesse pela composição da fatura. Usuária da CEEE, em Porto Alegre, Ana Araújo envia sua conta de energia, reclamando dos tributos embutidos na cobrança. No caso dela, o maior valor na formação da fatura decorre de impostos.

Confira os dados em R$

Distribuição 47,11
Enc. Setoriais 43,85
Energia 66,23
Transmissão 8,03
Tributos (ICMS, PIS/PASEP e COFINS) 88,51
Perdas 11,04

TOTAL 264,77

Desse total, como se vê, apenas R$ 66,23 resultam de consumo. Quase R$ 200,00 são outras cobranças.

Considerando cada item, o maior beneficiado com essa exploração é o governo, arrecadando valores que não retornam para a população na forma de serviços públicos de qualidade.

Pobre povo.
Tecnologia do Blogger.