Header Ads

Justiça nega saída de Lula para assistir a funeral de amigo

A Justiça Federal do Paraná negou o pedido de Lula para comparecer aos funerais de seu amigo e ex-advogado nos processos a que responde, o ex-deputado federal Sigmaringa Seixas, que morreu nesta terça-feira (25).

A defesa alegou "amizade notória" desde o período da Assembleia Nacional Constituinte de 1988. O juiz plantonista Vicente de Paula Ataíde Júnior negou a solicitação, sustentando que a proximidade alegada pela defesa não é suficiente, por lei, para permitir a saída.

O juiz citou o artigo 120 da Lei de Execução Penal, segundo o qual condenados que cumprem pena em regime fechado, como Lula, podem receber permissão para sair da prisão em caso de "falecimento ou doença grave do cônjuge, companheira, ascendente, descendente ou irmão".

Lula está preso desde 7 de abril de 2018, condenado a 12 anos e 1 mês de cadeia, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.