Header Ads

PF pede mais 90 dias para inquérito sobre quem financiou a defesa de Adélio Bispo

A Polícia Federal de Minas Gerais pediu à Justiça a prorrogação de 90 dias para a conclusão do inquérito que investiga quem financiou a defesa de Adélio Bispo, agressor confesso do Presidente da república, Jair Bolsonaro.

De acordo com PF, o novo prazo é para que sejam concluídas diligências em curso e não há data determinada para a conclusão do inquérito.

O crime aconteceu no dia 6 de setembro do ano passado, durante um ato de campanha presidencial, em juiz de Fora, Minas Gerais

Adélio Bispo foi indiciado por prática de atendimento pessoal e inconformismo político, e virou réu no dia 2 de outubro de 2018.

No primeiro inquérito realizado pela Polícia Federal, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior, responsável pela defesa de Adélio Bispo.

A operação foi uma tentativa de identificar o financiador da defesa de Adélio. (Agência Rádio Nacional.)


Deixe uma resposta