Header Ads

Possível transferência de Lula para presídio fica para abril

Quando a juíza Gabriela Hardt impôs a Lula mais 12 anos e 10 meses de prisão (além da pena de 12 anos e 1 mês no processo do tríplex do Guarujá), ao julgar o processo do sítio Santa Bárbara, em Atibaia, São Paulo, iniciaram-se pressões para transferência do petista da sela especial monada na sede da Polícia Federal em Curitiba. Mas, como a Presidência do STF marcou para abril nova decisão sobre a execução da pena após condenação em segunda instância, a decusão é aguardar a decisão dos ministros.

Mesmo assim, de acordo com o UOL, autoridades já especulam sobre o possível destino do condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro:

"Uma das possibilidades é a federalização de uma área em um presídio estadual. Outra possibilidade é a remoção de Lula para uma sala de Estado-Maior em uma unidade militar, em São Paulo, próximo de seu domicílio, ou em Curitiba, no quartel do Exército, localizado no bairro Pinheirinho, área central da cidade."