Header Ads

Apagão já dura dois dias na Venezuela

A Venezuela está há dois dias sem energia elétrica. Aviões não decolam, linhas de metrô não funcionam e hospitais enfrentam quadro de desespero, sobretudo nas UTIs de adultos e crianças. Deputados oposicionistas denunciam ao menos cinco mortes.

Metrô de Caracás parado.
O povo, que não tinha alimentos nem remédios, agora não dispõe de energia elétrica. O ditador Nicolás Maduro insiste em afirmar que a culpa de mais essa desgraça para os venezuelanos é dos Estados Unidos, de acordo com o site Notícias Venezuela: "É uma agressão imperialista".

Depois dos trens e dos aviões, o trânsito deve parar nos próximos dias devido ao desabastecimento crescente de gasolina. "Os postos vão fechar em duas ou três semanas", diz o jornalista Carlos Gutierrez. E acrescenta: "A produção de gasolina está praticamente parada. O país está parando".

Isso é socialismo/comunismo, uma das pragas da humanidade.