Header Ads

Aliança pelo Brasil não terá direito a fundo eleitoral em 2022

O presidente Jair Bolsonaro desmente o discurso mentiroso dos adversários de que poderá sancionar o Fundo Eleitoral para beneficiar a Aliança pelo Brasil. O rateio do valor é feito entre os partidos com base nas bancadas eleitas em 2018, quando a agremiação não existia nem na cabeça de Bolsonaro. A Aliança não terá Fundão nas eleições municipais deste ano e nem em 2022.

A provável sanção se dará para cumprir uma previsão orçamentária, que, inclusive, se for vetada abre caminho para discussões acaloradas e perigosas sobre impeachment por significar crime de responsabilidade previsto no artigo 85 da Constituição.

Bolsonaro quer um partido forte. Em 2022, o presidente espera eleger pelo menos 100 deputados federais, o que corresponderia a 1/5 da composição da Câmara dos Deputados. "Preciso de vocês", disse o presidente. E acrescentou: "Não consigo mudar o Brasil sozinho".

Assista ao vídeo distribuído pelo deputado federal Carlos Jordy:




Deixe uma resposta