Header Ads

Mondrian

Irã reprime novas manifestações com tiros e prisões

O Irã viveu, nesse domingo (12), o segundo dia de protestos contra a ditadura dos aiatolás pela derrubada do avião ucraniano, com 176 passageiros, na quarta-feira (8). De acordo com a TV Al Arabyia, da Arábia Saudita, as forças de segurança reprimiram os manifestantes com balas de borracha e gás lacrimogênio, inicialmente. Depois com disparos de arma de fogo. Dezenas de pessoas foram presas. Não há informação sobre a quantidade real.

Os protestos começaram a se espalhar pelo país. Antes apenas em Teerã, nesse domingo eclodiram em várias cidades do norte do país, como Amal e Semnan. Como a repressão é grande, os protestos surgem de repente, sem prévia convocação. A revolta é inflada pelo modo como as autoridades trataram o ataque ao avião, tentando esconder a verdade sobre os disparos feitos pelas baterias anti-aéreas de Teerã. Os comandantes militares confundiram o Boeing com um míssil.



Deixe uma resposta