Header Ads

Agora oposição quer cassar chapa Bolsonaro-Mourão devido a denúncia furada de suplente de Flávio

Como tudo indica que as acusações de Sérgio Moro não têm o menor fundamento e o arquivamento do inquérito será solicitado pela Procuradoria-Geral da República, uma nova denúncia foi lançada, neste final de semana, com o objetivo sórdido de tentar cassar o mandato do presidente Jair Bolsonaro, legitima e democraticamente eleito por 57 milhões de votos.

O suplente do senador Flávio Bolsonaro e pré-candidato a prefeito do Rio de Janeiro, Paulo Marinho, afirma, sem apresentar provas, que a Operação Furna da Onça, da Polícia Federal, destinada a investigar supostas rachadinhas praticada por vários deputados na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, foi vazada para Flávio entre o 1º e o 2º turnos da eleição presidencial. Flávio diz que é pura invenção e que o objetivo de Marinho é tomar seu mandato no Senado.

João Doria e Paulo Marinho, agora filiado ao PSDB.
Diante da denúncias, a oposição e os traidores do presidente Bolsonaro querem investigação e instalação de CPI para investigação (palaque político) no Congresso Nacional. Os inimigos do país desejam a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão e a convocação de novas eleições ainda em 2020 (nesse caso, não se lembram do isolamento que tanto defendem e que está levando o país à falência).

É o terceiro turno. E não acaba nunca.

Deixe uma resposta